Item de higiene indispensável, tanto para mulheres, quanto para homens, a história do shampoo é longínqua. Tudo começou, há 2 mil anos no Oriente. Eram feitos a partir de extratos de plantas, essências de rosa, jasmim e alguns ingredientes inusitados como rã, raiz de couve, banha de urso e ferrugem. Na Índia, extratos de ervas e groselhas eram fervidos e espremidos, para formar um líquido usado na higiene diária. Também existem relatos de que na Indonésia, o primeiro protótipo foi feito a partir das cinzas de palha do arroz, misturadas com água, que as pessoas usavam para tirar a gordura dos cabelos e depois aplicavam óleo de coco para hidratá-los. Em um marco menos distante, o shampoo, primeiro detergente líquido específico para lavar a cabeça, surgiu em um laboratório na Alemanha em 1890, período em que pessoas ainda utilizavam sabão em barra para esse fim. Mas o invento, só chegou às prateleiras três décadas depois, como um artigo de luxo, no fim da Primeira Guerra Mundial. A formulação do shampoo foi se desenvolvendo. Cientistas americanos criaram sua versão atual, com componentes de limpeza e substâncias que produzem espuma, conhecidas como “espumógenos”. Durante o século XX, diferentes tipos de shampoos foram criados para cada tipo de cabelo, o “Drene”, da Procter & Gamble, lançado em 1930, foi o primeiro shampoo sintético da história, barateando o preço final do produto. A palavra “shampoo” foi criada pelos ingleses, em homenagem ao termo hindi “champo”, que siginifica massagear ou amassar. Hoje, você já sabe: para cada tipo de cabelo, existe um shampoo ideal.

LINHA DO TEMPO

1759: O empresário Sake Dean Mahomed introduz o termo “shampoo” e dá um uso especial ao produto. Final de 1930: O shampoo, como conhecemos, aparece nos Estados Unidos. 1961: Surgimento do shampoo anticaspa. 2013: Avon lança o ‘’Avance Techniques’’, um shampoo e condicionador que, além de limpar, hidrata e fortalece o cabelo.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *